Tecnologia na área de logística: benefícios, desafios e principais soluções utilizadas no mercado

Qual o impacto da tecnologia na logística?

Com a necessidade de processos rápidos para atender a demanda cada vez mais urgente e customizada dos clientes e consumidores, o uso de tecnologias que tornem as atividades mais conectadas e aprimorem os processos logísticos, tem sido uma alternativa inevitável. 

De acordo com análise realizada pela Mckinsey, até 2025 as empresas investirão na automatização de armazéns em um percentual que varia entre 3 e 5%,  traduzindo a necessidade de evoluir junto com os processos produtivos para acompanhar a velocidade do mercado. 

Como as informações nos negócios são a base para ações estratégicas bem sucedidas e aprimoramento da eficiência operacional, gestores já percebem que o uso da tecnologia simplifica e acelera os resultados. 

Logística, definição e principais processos

Antes de aprofundarmos os benefícios e quais tecnologias podem ser utilizadas nos processos logísticos, vale a lembrança de como esta etapa da cadeia de suprimentos funciona. 

A logística é o processo de execução de transporte e armazenamento de mercadorias, desde a origem até o ponto final de consumo, a fim de atender os requisitos solicitados pelos clientes. Em outras palavras, é o processo de buscar e entregar o produto certo, no local correto e no prazo estabelecido.  

A grosso modo, a logística é composta por atividades relacionadas a:

  • Armazenagem: inclui atividades voltadas para a gestão de estoque, atendimento de pedidos, gerenciamento de infraestrutura de depósitos, etc.
  • Transporte: inclui o planejamento, otimização de rotas, e gerenciamento de veículos para a movimentação de mercadorias entre armazéns, pontos de venda e clientes, além de gerenciamento de pedidos, contratação de fretes, entre outras atividades. 

Quais os benefícios da tecnologia para os processos logísticos?

Ao utilizar tecnologia de ponta para aprimorar os processos de logística, sua empresa só tem a ganhar. Veja os principais benefícios.  

Integração de processos

Com a integração dos processos logísticos você visualiza a operação de forma global e sistematizada, gerenciando todas as etapas, centralizando informações e proporcionando à equipe uma comunicação mais precisa.

Pense se você precisasse verificar um pedido de venda em uma planilha, onde foram feitas modificações quanto ao pedido, sem uma interação com outras etapas do processo. A probabilidade de ocorrer equívocos na entrega para o cliente final, por conta de ruídos de comunicação e/ou falta de informações é grande. E sabemos que o cliente insatisfeito não vira cliente fidelizado.

Processos automatizados e integrados facilitam a comunicação entre todos os colaboradores da atividade. Qualquer modificação ocorrida é transmitida em todo o processo, ajustando as respectivas etapas, independente do colaborador, evitando erros humanos na hora da execução e a busca pela informação em diversos canais como planilha, e-mails, canais internos, etc. 

Redução do tempo do ciclo de pedido

Soluções automatizadas na área de logística reduzem expressivamente o tempo do ciclo de pedido. Isso porque a comunicação entre as etapas, a coleta e checagem de informações podem ser rapidamente desenvolvidas ao utilizar sistemas específicos para este fim.

É importante nesse caso mapear os processos, entender onde estão os gargalos para que a tecnologia realmente cumpra o seu objetivo de otimizar o fluxo de trabalho.

Não esqueça que o ciclo de pedido está diretamente ligado com o nível de serviço prestado ao cliente ou consumidor final, que busca cada vez mais respostas rápidas para as suas demandas. 

Deixar de investir em soluções que garantam a agilidade necessária nesse processo reflete na demora na entrega de pedidos, insatisfação do cliente e consequentemente perda de mercado para a concorrência. 

Prevenção à fraude, perdas e erros

Investir em sistemas automatizados também significa investir na segurança da informação, já que a tecnologia é  uma grande aliada na prevenção de fraudes e possíveis desvios de recursos, mesmo que o infrator tenha tido cuidado para não deixar pistas. 

Quando todas as informações estão integradas, fica mais fácil rastrear as movimentações realizadas no estoque, atualizações relacionadas aos pedidos, quem foi responsável pelas alterações, além da possibilidade de restrição de acesso de outras áreas. 

O uso de sistemas também facilita o trabalho de uma auditoria, já que é mais fácil realizar o cruzamento de dados e detectar possíveis problemas. 

Monitoramento das informações em tempo real

É praticamente impossível otimizar processos e atingir excelência em performance se você não monitorar constantemente o andamento das ações no dia a dia.

Você pode medir a rentabilidade do seu processo logístico levando em conta o tipo de produto ou serviço. Para isso você também precisa mensurar os custos de determinado processo, os recursos empregados e o tempo de tarefa executado. 

A partir deste acompanhamento você pode verificar em qual etapa do processo produtivo a empresa está perdendo dinheiro por ineficiência operacional e qual o plano de ação necessário para corrigir determinado problema. 

Mas enquanto você apenas supor que algo ocorre levando em conta sua experiência mas sem analisar os dados, suas suposições podem levar a equipe despender energia em ações equivocadas, enquanto o verdadeiro problema do processo sequer foi solucionado.

Quais as principais soluções tecnológicas que aceleram o trabalho de logística?

Hoje as empresas podem contar com algumas soluções que se propõem a facilitar os processos logísticos dentro da cadeia de suprimentos. Listamos quatro que podem facilitar o seu dia a dia:

Warehouse Management System (WMS)

WMS ou Sistema de Gerenciamento de Depósito é uma solução que permite às empresas ter um  maior controle sobre as operações desde o recebimento de matérias-primas até o envio de produtos acabados.

O WMS é essencial para  o rastreamento do estoque garantindo que as mercadorias sejam armazenadas e classificadas adequadamente. Com o uso do sistema você acompanha em tempo real o recebimento, conferência, armazenagem, re-abastecimento e expedição de produtos, podendo ser integrados aos ERPs. 

Sem um sistema que centralize estas informações, as empresas estão mais suscetíveis a erros, correndo o risco do não recebimento de matéria-prima adequada ou até mesmo extravio de peças nos depósitos.

Transportation Management System (TMS)

O Sistema de Gerenciamento de Transporte tem como objetivo monitorar as atividades e informações relacionadas à movimentação de mercadorias, dando maior controle e rapidez na execução de cargas. 

Tais soluções permitem que a empresa acesse em tempo real dados relacionados aos custos de frete, roteiros de viagem, volume de entregas, rastreamento de cargas, documentos fiscais em geral, performance de motoristas e veículos, etc. 

Com isso, a empresa toma decisões mais assertivas na atuação dos problemas que estão afetando o abastecimento de suas operações ou de seus clientes. 

Customer Relationship Management (CRM) para logística 

Um CRM para a área de logística permite que você acompanhe o status de negociações com clientes e também auxilia gestores a terem poderosos insights sobre a performance do seu negócio garantindo mais excelência nos atendimentos. 

Por meio do CRM você consegue deixar a sua equipe interna mais conectada e ciente do andamento de negociações, acompanha a evolução de negociação com leads diariamente, faz follow-ups, centraliza atendimentos e registra dados específicos que permite maior inovação nas estratégias para ganhar resultados.

Radio Frequency Identification- RFID

RFID – Radio-Frequency Identification, é a sigla em inglês para  identificação por radiofrequência. O principal uso do RFID é supervisionar ativos ou itens de uma empresa, podendo ser aplicada em rastreamento de itens, gestão do inventário e da cadeia de abastecimento como um todo, além do controle de acesso a áreas restritas. 

Semelhante ao código de barras, a tecnologia permite que os dados digitais codificados em etiquetas RFID sejam capturados por um leitor por meio de ondas de rádio, através de antenas, e armazenadas em um banco de dados. 

A evolução tecnológica da solução tem ampliado ainda mais possibilidades ao seu uso, seja para achar materiais em locais de difícil acesso ou em movimento, ou até mesmo para prevenir roubos ou falsificação de conteúdos.

Quais os desafios na implantação de tecnologia para área de Logística?

Embora as soluções automatizadas possuam inúmeras vantagens, muitas empresas ainda têm dificuldades para implementar a tecnologia em seus processos logísticos. Entenda por quê.

Falta de incentivo à modernização

Pouco incentivo à modernização dos processos e a implementação de sistemas robustos para simplificar as operações muitas vezes decorrem de uma cultura organizacional engessada. Afinal, se para os gestores os processos manuais sempre atenderam,  por que dar um novo passo em aderir à inovação?

A partir do momento que a empresa não acompanha o desenvolvimento tecnológico também corre o risco de perder a competitividade no mercado, em médio e longo prazo, afinal os clientes também buscam por atendimento mais rápido na resolução de seus problemas. 

Sendo assim, empresas que investem na automação dos processos conseguem ser mais ágeis para tomar decisões, atender clientes, evitar imprevistos, dirimir erros e paradas na cadeia de suprimentos que impactem em custos para a empresa.

A automação de processos só tem espaço para uma cultura organizacional aberta a novas iniciativas. Sem uma mentalidade voltada à inovação e tomada de decisões baseadas em dados, a equipe interna pouco saberá tirar proveito das soluções adquiridas.  

Falta de orçamento para implementação

Muitas empresas ainda não dispõe do capital para automatizar processos ou utilizam este pretexto para não ter que lidar com mudanças tecnológicas e culturais.

Uma boa alternativa neste caso é começar a implementação de soluções tecnológicas pelas etapas mais estratégicas da operação logística, ou que apresentem mais problemas

Com um bom planejamento prévio, a empresa consegue se preparar financeiramente, organizar e treinar a equipe interna que utilizará diretamente o sistema, bem como se preparar para possíveis complexidades no decorrer do processo, como por exemplo, a  migração de dados.  

Lembre-se que independente do tempo de retorno do investimento, as soluções possuem longa duração e no médio prazo a empresa contará com processos mais produtivos. 

Falta de capacitação de equipe

Sem uma capacitação adequada da equipe, a busca por excelência nas operações logísticas torna-se complexa e morosa de alcançar. E  nesse caso não é a simples implementação de uma solução tecnológica que irá resolver o problema.

Colaboradores mal preparados, com pouca clareza sobre o seu papel dentro da empresa, e com dificuldades em entender de forma macro os processos da área em que atuam, comprometem a performance e consequentemente os resultados. 

Proporcionar cursos de extensão e treinamentos constantes auxiliará os colaboradores a desenvolverem habilidades específicas tanto técnicas como comportamentais, proporcionando uma visão mais assertiva do negócio e de como tomar as melhores decisões.

Como a automatização de processos na área de Logística auxilia na gestão do fornecedor e na  mitigação de riscos?

Ao obter uma visão clara e organizada dos dados integrados pelas soluções tecnológicas é possível ser mais preciso na detecção de falhas e prevenção de riscos. 

Soluções  tecnológicas são rápidas em supervisionar a movimentação de carga, localizar cargas desviadas e identificar rapidamente os desvios que podem levar a prejuízos gigantescos para a empresa.

Outro ponto que vale ressaltar é que as ferramentas tecnológicas disponibilizam relatórios e maior facilidade para o cruzamento de informações, deixando todo o processo menos moroso e demorado. 

A equipe consegue focar em ações mais estratégicas, ao invés de perder tempo em buscar dados em diferentes canais, o que leva a erros e pouca rapidez para identificação de desvios.

Gerenciamento de fornecedores logísticos

A avaliação de fornecedores logísticos tem uma participação muito importante na mitigação de riscos em toda a cadeia de suprimentos. E utilizar a tecnologia para este fim reduz drasticamente o tempo e a burocracia de realizar este processo. 

Os fornecedores logísticos geralmente se dividem em:

  • Fornecedores exclusivos para o transporte de mercadorias dos fabricantes para os consumidores finais. Normalmente é  uma empresa dedicada exclusivamente a serviços de transporte
  • Fornecedores que possuem armazéns e oferecem serviços de distribuição com frota própria. Estas empresas ajudam a diminuir os custos dos fabricantes, reduzindo a necessidade de fazer grandes investimentos em instalações e oferecendo preços competitivos devido a economia de escala obtida pelo gerenciamento da logística de vários clientes.
  • Logística terceirizada: fornecedores que gerenciam toda a cadeia de fornecimento e visam à eficiência ótima das operações logísticas, otimizando processos e economias de escala. O fabricante “cede” o controle de suas mercadorias durante todo o processo de armazenamento, transporte e distribuição. Inclue emissão de pedidos, gerenciamento de armazéns, cross-docking e logística reversa.

Um aspecto fundamental a considerar é a compatibilidade de sua empresa com o seu fornecedor em termos de tecnologia para que você possa evitar problemas como documentação de pedidos, visibilidade dos pedidos de compra, suporte de cross-docking ou gerenciamento de estoque.

Com uma homologação minuciosa e o monitoramento contínuo dos riscos, é possível mensurar vários aspectos relacionados ao desempenho do fornecedor no mercado, entre elas: 

  • Qualidade do serviço;
  • Reputação do fornecedor no mercado;
  • Regularidade fiscal e tributária;
  • Índice de extravios e roubos;
  • Regularidade das documentações e cumprimento da legislação vigente;
  • Prazos de entrega atendidos; entre outros.

Conclusão

Automatizar os processos logísticos para maior eficiência e ganho de competitividade tem se mostrado um caminho sem volta. Tecnologias como WMS, TMS, CRM, e RFID são alguns dos exemplos que têm sido muito utilizados no mercado.

Os benefícios são inúmeros, desde processos mais integrados, redução do tempo de ciclo de pedido, prevenção à fraudes, aprimoramento do relacionamento com parceiros, além de permitir o monitoramento em tempo real das informações.

Embora existam grandes possibilidades para elevar o processo logístico a outro patamar de produtividade, algumas empresas ainda resistem ao uso de soluções integradas. Falta de incentivo à modernização, dificuldades com o orçamento e pouca capacitação da equipe contribuem para que muitas organizações ainda estejam aquém no que tange à adoção de novas tecnologias.

A tecnologia nos processos logísticos pode ser também uma grande aliada para a homologação e gestão de fornecedores dedicados à área como transportadoras, sem oferecer riscos financeiros ou reputacionais. 

A plataforma G-Certifica consulta, analisa, valida e monitora todas as informações necessárias para mitigar drasticamente os riscos no relacionamento com o seu parceiro de negócio. 

Entre em contato com o nosso time e veja como transformar a gestão de fornecedores logísticos da sua empresa. 

Gedanken
Gedanken